Porto Seguro tem 245 casos confirmados de dengue

A Prefeitura de Porto Seguro, através da Secretaria Municipal da Saúde, informou que até esta quinta-feira, dia 12 de maio, foram confirmados 245 casos de dengue no município, segundo  boletim epidemiológico. As informações são acumulativas e representam todo o ano de 2022.

Seguindo a onda crescente de casos da doença, o Brasil registrou um aumento de 113,7% nos casos prováveis da doença, até abril deste ano, na comparação com o mesmo período do ano passado, de acordo com boletim do Ministério da Saúde, divulgado no dia 2 de maio. O Nordeste foi a região com menor taxa de reincidência da doença, com registro de 105 casos para cada 100 mil habitantes.

Dados

No entanto, a Bahia é o quinto estado com maior registro de mortes (16). Ao todo, 160 óbitos foram registrados até o dia 2 de maio e outros 228 ainda estão sob investigação. Outro dado alarmante é o de que os números brasileiros superam os casos registrados no País  em 2021.

A doença é transmitida pela picada do mosquito Aedes aegypti infectado. Os principais sintomas são febre alta, erupções cutâneas e dores musculares e nas articulações. Nas formas mais graves, a dengue pode causar hemorragia interna em órgãos e tecidos, e levar à morte. Por isso, em caso de suspeita, é imprescindível procurar uma unidade de saúde mais próxima.

Desde o início do ano, já foram confirmados 160 óbitos por dengue no país, sendo 147 por critério laboratorial e outros 13 por análise clínica. Os estados com mais registro de mortes pela doença até agora são: São Paulo (56), Goiás (19), Santa Catarina (19) e Bahia (16). Outros 228 óbitos ainda estão em investigação.


 Informações e Imagem: Ascom Porto Seguro

Siga o Jornal do Sol no Instagram

LEIA TAMBÉM:

Prefeitura alerta sobre correntes de retorno

Confirmadas as atrações do São João de Porto Seguro

Professores poderão concorrer à Pós-Graduação gratuita em Porto Seguro

Coletivo Vozes do IFBA inicia encontros nesta quinta-feira, 12

Segunda fase da Campanha Porto Seguro Para o Mundo inicia ação pelo Brasil

Projeto “Olhar do Futuro” realiza mutirão de exames preventivos

No dia 28 de maio, das 8h às 13h, o Senac Porto Seguro recebe o projeto “Olhar do Futuro”. A ação tem como objetivo realizar exames/triagem gratuita de pessoas acima de 35 anos para o diagnóstico das principais doenças causadoras de cegueira irreversível, como glaucoma e diabetes.Para participar da ação, basta comparecer ao local e pegar senha. A estimativa é atender 500 pessoas na data. O atendimento é gratuito.

Segundo a oftalmologista e idealizadora do projeto, Cristiame Ferreira Calheiros, o ‘Olhar do Futuro’ foi idealizado por empresas de saúde da iniciativa privada, a empresa Oftalmoluz, (onde sou diretora clínica e técnica) e o Núcleo de Estudos Prof JF Barandas, professor da Santa Casa de Misericórdia do RJ, e tem apoio da iniciativa pública e organizações não governamentais.

 “Hoje temos como apoiadores, o Centro de Estudos Prof. JF Barandas, CENOE, Conect SPA, Day Horc, Farm. Indiana, Oftalmoluz, OftalmoPorto, Oticas Carol, Prefeitura de P.S., Rotary Club e Senac Porto Seguro, além dos patrocinadores Oftalmoluz e Óticas Carol”, contou.

Importância

Cristiame reforça a importância de participar dessa ação. “A visão a gente cuida enquanto tem. A maioria das cegueiras são incuráveis e é necessário fazer a prevenção da cegueira. No dia 28 realizaremos uma triagem para detectar as doenças que podem causar cegueira. Haverá pré- exame realizado pelos técnicos e enfermeiros, com aferições de glicemia, pressão arterial e pressão intraocular, depois uma dilatação pupilar para realização de exame de fundoscopia realizados por médicos oftalmologistas, que avaliarão o fundo de olho, caso a caso”, explicou.

A oftalmologista salienta que os pacientes que apresentam sinais de alguma doença, como retinopatia diabética, retinopatia hipertensiva e glaucoma, serão alertados e orientados para encaminhamento,  para uma avaliação completa e realização de exames mais específicos, para confirmar a suspeita. “Nosso público-alvo são pessoas de qualquer sexo, acima de 35 anos. E temos como objetivo localizar as pessoas com risco de cegueira por detectar as principais doenças causadoras, Diabetes e Glaucoma. Para saber se tem essas doenças, compareça à esse evento”, convidou.

O SENAC Porto Seguro fica localizado na Avenida Village, 287 – Taperapuan. Mais informações pelo telefone (73) 3162-7300.


Imagem: Divulgação  

Siga o Jornal do Sol no Instagram

LEIA TAMBÉM:

Cirurgias robóticas ganham espaço na medicina

Estudo revela que Covid é 26 vezes mais letal em não-vacinados

Ônibus escolares são cedidos à Prefeitura de Porto Seguro

Encontro de Atores do Desenvolvimento é realizado em Teixeira de Freitas

Copa Guaiamum tem início dia 22 de maio

Cirurgias robóticas ganham espaço na medicina

A cirurgia geral é uma área da medicina que exige a constante atualização dos profissionais. Com o avanço das novas tecnologias, os procedimentos tendem a se modernizar. No momento, as cirurgias robóticas são o que há de mais atual na área e, por isso, têm ganhado mais espaço e atraído médicos a se especializarem.

Segundo os dados da empresa alemã Statista, o mercado mundial de cirurgias robóticas está em expansão e tem a expectativa de alcançar a marca de US$ 12,6 bilhões nos próximos quatro anos. Mas outras áreas médicas também podem se beneficiar com o uso da cirurgia robótica. Esse tipo de procedimento tende a ser menos invasivo e mais ágil, tanto em duração, quanto no tempo de recuperação do paciente.

Expansão

No Brasil, esse tipo de cirurgia começou a ser usado em 2008, sobretudo, nas áreas de ginecologia e urologia, conforme informações da Sociedade Brasileira de Cirurgia Minimamente Invasiva e Robótica (Sobracil). O modelo de robô mais utilizado no país é o “Da Vinci Xi”, que possui vários “braços” e permite ao médico-cirurgião uma visão 3D dos órgãos do paciente. O equipamento tem a capacidade de ampliar as imagens vistas pela câmera em até 20 vezes, o que possibilita movimentos mais precisos e menos invasivos, além de tornar o pós-operatório menos doloroso e mais rápido.

Foi utilizando esse equipamento que o Programa de Robótica da Casa de Saúde São José, em parceria com o Grupo Oncoclínicas, no Rio de Janeiro, atingiu a marca de mil cirurgias robóticas realizadas nos últimos dois anos. Segundo informações da instituição, o robô foi usado em cirurgias oncológicas, urológicas, ginecológicas, do aparelho digestivo, bariátricas, torácicas, de cabeça e pescoço.

Também com um robô do modelo “Da Vinci Xi”, a Santa Casa de Santos/SP realizou a primeira cirurgia robótica em janeiro deste ano e, desde então, passou a oferecer o serviço para os pacientes da região da Baixada Santista.

Popularização

Em 2021, o robô “Versius” chegou ao Brasil com a proposta de popularizar a cirurgia robótica. O primeiro modelo do equipamento, que tem origem britânica, foi instalado na Rede D’or São Luiz, que tem a proposta de oferecer um Centro de Treinamento para a qualificação de profissionais de todo o país.

De acordo com a Sobracil, o “Versius” oferece vantagens para pacientes, médicos e hospitais. No casos das pessoas submetidas à cirurgia, a tecnologia reduz o risco de infecções, complicações e reinternações. Os resultados clínicos também são mais rápidos, o que reflete em menor tempo de hospitalização e um período mais curto para o pós-operatório.

Para os profissionais, a Sobracil explica que a tecnologia oferece maior conforto e facilidade para o manuseio. Dessa forma, o tempo para o aprendizado sobre o uso do equipamento é menor. Já para os hospitais, o “Versius” apresenta a vantagem do custo-benefício, pois tem a flexibilidade de atender um número maior de cirurgias.


Graciele Nocelli (colaboradora) - Foto: Freepik

Siga o Jornal do Sol no Instagram

LEIA TAMBÉM:

Tonhão 2022: Cabrália realiza Festa Junina com grandes atrações

Sul da Bahia recebe Campanha de Conscientização da Veracel

Bahia torna utilização de máscara opcional em todo o Estado

Estudo revela que Covid é 26 vezes mais letal em não-vacinados

Festival Raízes de Porto Seguro tem recorde de pratos inscritos

Castração é realizada na Vila Valdete

Uma parceria social entre empresários e a ONG A Voz dos Bichos, realiza no dia 27 de abril, um mutirão de Castração na Vila Valdete a partir das 9h, no Quiosque em frente a Rua Frei Henrique de Coimbra. Poderão participar da castração, cães e gatos e a taxa para a castração é simbólica. 

O Presidente da União de Entidades Protetoras dos Animais da Bahia (Unimais/Faos-BA), e ativista Carlos Ferrer, ajuda na organização deste programa humanitário de controle populacional de cães e gatos carentes.

“Os procedimentos são realizados num Castramóvel, equipamento móvel adaptado com Centro Cirúrgico com capacidade para castrar até 300 animais por dia.  A Vila Valdete foi escolhida por ser um ponto crítico da cidade com número elevado de animais em situação de rua. Para esta ação serão 50 vagas. O valor cobrado pelo serviço às famílias carentes que, sem essa iniciativa não teriam como realizar a castração de seus animais é apenas uma parte d aporte. O restante vem de iniciativas sociais de parceiros e amigos da ONG”, revelou.

Segundo Carlos, há anos o Instituto A Voz dos Bichos tem se preocupado com o controle de natalidade de animais, evitando o abandono e excesso de cães e gatos nas ruas da cidade. “O foco é atingir a população mais carente que não tem acesso ao serviço veterinário. Para tanto, a equipe composta de 4 pessoas, sendo o médico veterinário, Rodrigo Mendes e 3 auxiliares. A demanda e inscrições se limitam ao número de vagas, que é 50”, declarou.

Pré-cadastro

O pré-cadastro para o mutirão já está sendo realizado pelo (73) 9 8830-4737 (Whatsapp) COM Carlos ou pelo (73) 9 8191- 2266 , com Fabrícia, onde devem ser informados nome completo do dono, endereço , se é  cão ou gato, raça, idade e sexo do animal.

O atendimento no dia da castração será por ordem de chegada e enquanto tiver vagas. Os valores variam de R$50 a R$70 e animais acima de 5 anos, de raças com focinho curto e abaixo de 5 kg, seguem outro protocolo de anestesia, tendo custo diferente do citado acima.

Segundo os organizadores, para a cirurgia existem procedimentos pré-cirúrgicos. O animal precisa estar em jejum de 12 horas, limpo, sem pulgas e carrapatos. Os gatos devem ser transportados em caixas de transporte adequados para evitar fugas. A responsabilidade com o pós-operatório é do guardião do animal.


 Fotos: ONG A Voz dos Bichos  

Siga o Jornal do Sol no Instagram

LEIA TAMBÉM:

PF deflagra Operação Descobrimento contra tráfico internacional

Divórcios crescem 16% na Bahia

Tartarugas: o que fazer se encontrar uma?

Vila Criativa recebe lançamento de livro e roda de conversa

Tudo pronto para o Super PraiaMed, no Uíki Arraial d’ Ajuda

Bahia torna utilização de máscara opcional em todo o Estado

Na terça-feira, 12/04, o Governo da Bahia tornou a máscara item opcional para todo o Estado, conforme decreto publicado no Diário Oficial. No entanto,as regras de distanciamento social adequado e os protocolos sanitários estabelecidos continuam em vigor.

Ainda em casos de entrada em hospitais e demais unidades de saúde, tais como clínicas, Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e farmácias; locais de atendimento ao público, pelos respectivos funcionários, servidores e colaboradores;  no contato com pessoas comprovadamente contaminadas pela COVID-19, mesmo que assintomáticas, com indivíduos que estejam apresentando sintomas gripais, tais como tosse, espirro, dor de garganta ou outros sintomas respiratórios, ou com indivíduos que tenham tido contato com pessoas sintomáticas ou com confirmação da doença

A medida foi possível devido à redução do número de casos ativos de covid-19 e das taxas de ocupação nos leitos hospitalares destinados ao tratamento da doença, além do avanço da vacinação contra o coronavírus. 

Recomendação

Ainda é recomendada a continuidade do uso da máscara em transportes públicos, tais como trens, metrô, ônibus, lanchas e ferry boat, e seus respectivos locais de acesso, como estações de embarque; para idosos, imunossuprimidos e gestantes, ainda que em dia em relação ao esquema vacinal contra a Covid-19.

O decreto reforça que, para atendimento nos órgãos estaduais e acesso a eventos públicos ou privados em locais fechados, é necessária a comprovação da vacinação mediante apresentação do documento fornecido no momento da imunização ou do Certificado Covid, obtido por meio do aplicativo “Conecte SUS” do Ministério da Saúde.


Com informações da Secom Gov BA Foto: Reprodução

Siga o Jornal do Sol no Instagram

LEIA TAMBÉM:

Saeb abre processo seletivo com vagas para Eunápolis e Porto Seguro

Homem é preso em flagrante no Arraial d’Ajuda

Edital de Convocação de Assembleia Geral Ordinária - COOSUBA

Procissão do encontro é realizada em Porto Seguro

Chef Alex Gregory assina prato do Solar do Imperador no Festival Raízes