Festival de Curtas chega a sua 32ª edição com premiados em Cannes

A 32ª edição do Festival Internacional de Curtas Metragens de São Paulo - Curta Kinoforum, que acontece de forma online e gratuita entre os dias 19 a 29 de agosto irá exibir mais de 200 filmes, inclusive premiados em Cannes. 

Dentre os 116 títulos brasileiros estão “Céu de Agosto”, obra recém-premiada no Festival de Cannes; “Menarca”, de Lillah Halla, selecionado para a Semana da Crítica do Festival de Cannes e vencedor do prêmio do público no festival Cinelatino de Toulouse (França) e “Seiva Bruta”, eleito como melhor curta-metragem latino-americano no Directors Guild of America (DGA). 

Internacionais

Considerado um dos maiores e mais tradicionais festivais dedicados ao formato do curta-metragem no mundo, o Curta Kinoforum ainda traz curtas internacionais como “Estrela Vermelha” do diretor e ator francês Yohan Manca, e obras premiadas no Festival de Clermont-Ferrand, o mais importante evento dedicado ao curta metragem: “Irmãs” (Estônia), “Nadador” (Suécia) e “Ônibus Noturno” (Taiwan).

Já programas especiais tem mostra sobre a cultura indígena e à produção feita por jovens cineastas das periferias. Mais informações no site do festival.


Com informações da Ascom Curta Kinoforum (Foto: Divulgação)

Siga o Jornal do Sol no Instagram

LEIA TAMBÉM:

Grupo La Torre concede Licença Maternidade expandida

Marinha tem seleção para vagas de nível médio técnico

Bahia inaugura Núcleo de Atendimento Virtual ao Eleitor

Edital Bolsa Esporte tem investimento de R$ 1,2 milhão na Bahia

Covid-19: veja a atualização de casos e vacinados na cidade

 

 

 

 

Anatel realiza consulta pública sobre chip FM

Na última sexta-feira, dia 27 de julho, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) iniciou a Consulta Pública nº 37, para discutir a minuta de ato normativo que viabiliza a ativação do chip FM nos equipamentos de telefonia celular.

As contribuições à consulta pública devem ser encaminhadas por meio do formulário eletrônico no site da Anatel até o dia 25 de setembro.

Certificado

A habilitação do chip FM será um dos requisitos que serão certificados pela Anatel na homologação dos equipamentos de telefonia celular. Tal medida permitirá que o consumidor tenha conhecimento prévio de quais aparelhos efetivamente contêm o chip FM instalado e habilitado. E que não necessita de dados móveis para aproveitar a programação gratuita.

O presidente da Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão (Abert), Flávio Lara Resende, comemorou e elogiou a celeridade da Anatel na abertura da consulta. “Foi dado mais um passo para que a programação gratuita do rádio seja disponibilizada para milhões de brasileiros, sem a necessidade do uso do pacote de dados da internet”, completou.


Com informações da Abert.(Foto: Reprodução)

Siga o Jornal do Sol no Instagram

LEIA TAMBÉM:

Edital seleciona negócios liderados por mulheres

Rotary realiza palestra com Associação Ciranda da Vida

Santander e Esade lançam 2,5 mil bolsas Soft Skills

Rede será implantada em Belmonte

Usuários reclamam de atendimento nos Correios; empresa responde

 

 

 

Novo presidente do IBGE diz que está tudo pronto para censo mas falta orçamento

O novo presidente do IBGE, Eduardo Rios Neto, tomou posse no cargo e disse, dia 30/04/21, em entrevista coletiva on-line, que o projeto do Censo Demográfico está pronto e o Instituto está preparado para realizá-lo neste ano, mas que depende da liberação dos recursos orçamentários.

Também destacou que a evolução da cobertura da vacinação contra a Covid-19 será um importante parâmetro para o início da operação em todo o país. E não descartou a possibilidade de o Censo ficar para 2022, dado que o cronograma original de preparação já sofreu adiamentos em etapas que não puderam ser concluídas sem a definição da verba esperada.

“Estamos preparados tecnicamente para a realização do Censo neste ano. Há um clamor social para que ele ocorra. Precisamos, contudo, aguardar se o orçamento de R$ 2 bilhões será recomposto, seja por via judicial ou pelo Congresso, para que todo o planejamento da operação censitária seja executado”, explicou Rios Neto.

No dia 28/04, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Marco Aurélio Mello determinou, em decisão liminar, a realização do Censo. Isso ocorreu depois que o Orçamento foi sancionado pelo governo com corte de mais de 90% dos recursos. O orçamento de R$ 2 bilhões foi reduzido para R$ 53 milhões, o que inviabiliza a operação. A decisão individual do ministro será avaliada pelo plenário do Supremo.

Rios Neto destacou, contudo, que, independentemente da recomposição do orçamento, já não será possível começar a coleta dos dados em 1º de agosto, como previa o cronograma inicial do Censo. “No atual momento, isso significa contemplar o adiamento do início da coleta para setembro ou outubro, em decisão a ser tomada oportunamente pela Comissão de Planejamento e Organização Geral dos Censos (CPO)”, afirmou.

Processos seletivos continuam suspensos até definição orçamentária

Os processos seletivos para contratação temporária de 204 mil recenseadores e agentes censitários continuam suspensos, aguardando uma definição sobre o orçamento. Como esses profissionais visitarão mais de 70 milhões de domicílios, em todos os municípios do país, as condições sanitárias são importantes para o início da coleta dos dados.

“Foi solicitado ao governo a inclusão dos recenseadores e agentes censitários em algum grupo especial para a vacinação. Mas, independentemente da vacinação, esses profissionais farão uso de EPIs (Equipamentos de Proteção Individual) e serão treinados com um protocolo de abordagem que segue parâmetros internacionais”, disse o presidente.

Censo em 2022

Embora não haja consenso, e alguns defendam o adiamento do Censo para 2022 por razões sanitárias, Rios Neto disse acreditar na viabilidade da operação em 2021. Ele ressaltou que todos os membros da Comissão Consultiva do Censo Demográfico se manifestaram favoráveis à realização do Censo neste ano, assim como um número expressivo de ex-presidentes do IBGE. O novo presidente não descarta, contudo, que ele seja feito em 2022.

“Nesse segundo cenário, seria necessário um aporte de recursos maior do que o que já está na Lei Orçamentária desse ano, a fim de garantir a economicidade e a tecnicidade das atividades de planejamento. O que me preocupa é a continuidade do processo censitário. Cabe, também, avaliar a conveniência de se alterar a data de início da coleta para o primeiro semestre de 2022. Em suma, estou pronto para liderar o processo, mesmo diante destas incertezas”, afirmou Rios Neto.

O presidente do IBGE acrescentou: “A mim, como presidente do IBGE, caberá lutar pela realização do Censo e manter a periodicidade e qualidade dos demais produtos gerados pela instituição. Envidarei todos os esforços cooperativos junto ao Poder Executivo, na Junta de Execução Orçamentária, e, também, junto ao Congresso Nacional, a fim de viabilizar essa operação”.

Projeto do Censo está baseado em três pilares

Eduardo mencionou, ainda, na entrevista, que o projeto do Censo Demográfico foi aperfeiçoado nos últimos anos e está calcado em três pilares. O primeiro é o modelo misto e concomitante de coleta em três modalidades: a tradicional entrevista face a face, a entrevista telefônica e o autopreenchimento via internet.

O segundo pilar é o foco na saúde e na segurança, tanto dos recenseadores e servidores do IBGE, quanto da população recenseada, com protocolos sanitários que levam em conta as melhores práticas nacionais e internacionais. Já o terceiro pilar, é um modelo de treinamento que combina as modalidades a distância e presencial.

Além disso, a operação censitária contará com mecanismos modernos de acompanhamento, com dois projetos que visam contribuir para a melhor cobertura e qualidade: um de indicadores demográficos, monitorados diariamente durante a fase de enumeração, e o projeto GradePop, destinado a estimar a densidade domiciliar nos setores censitários durante as fases de pré-coleta, coleta e pós-enumeração.

Novo presidente já atuava como diretor de Pesquisas desde 2019

Nomeado dia 27/04, Eduardo Rios Neto já atuava no IBGE como diretor de Pesquisas desde maio de 2019. Ele assumiu a presidência do Instituto no lugar de Susana Cordeiro Guerra, que pediu exoneração do cargo no fim de março.

Formado em Economia, o novo presidente do IBGE possui doutorado em Demografia pela Universidade da Califórnia, em Berkeley, e pós-doutorado pela Universidade do Texas-Austin, ambas nos Estados Unidos. É professor titular aposentado da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Rios Neto também é membro da Academia Brasileira de Ciências na área de ciências sociais.


Fonte: IBGE

MATÉRIAS RELACIONADAS

STF determina que Governo Federal adote medidas para realizar Censo 2021

Provas pra processo seletivo do IBGE acontecem no Domingo, 02/05

IBGE publica editais com 340 vagas para a Bahia

Cartão SUS pode ser feito via Whatsapp

A Prefeitura de Porto Seguro está inovando os serviços essenciais do município. Para facilitar a vida da população, a Prefeitura está oferecendo, via Whatsapp, a atualização e feitio do cartão SUS (Sistema Único de Saúde), documento fundamental para acesso aos serviços e demais atendimentos em Saúde.

Este serviço também é oferecido nos mutirões de vacinação, já que se trata de documento indispensável para vacinação, marcação de consultas, exames, cirurgias, tratamentos e retirada medicamentos ofertados pela Rede Pública de Saúde.

SEVIÇO

Para ter o cartão SUS, basta efetuar o pedido pelo (73) 98818-0084, no horário das 8h às 17h. Para tanto são necessários alguns documentos solicitados via whatsapp. O cartão é expedido para ser impresso em até 72h, diminuindo assim o deslocamento e melhorando o atendimento para este serviço.


Com informações da Ascom/Porto Seguro 

 

Siga o Jornal do Sol no Instagram

LEIA TAMBÉM:

Retomada: Carnaporto 2022 define primeiras atrações

Festival Gastronômico Raízes de Porto Seguro chega à última semana

5ª Mostra Sesc de Música têm inscrições até dia 23 deste mês

Decreto estadual também flexibiliza algumas restrições

Porto Seguro receberá mais cinco voos semanais de São Paulo pela LATAM

 

Provas pra processo seletivo do IBGE acontecem no Domingo, 02/05

Profissionais vão trabalhar nas pesquisas de rotina do IBGE - Foto: Acervo IBGE

No dia 02/05/21, serão aplicadas as provas do Processo Seletivo Simplificado para contratação temporária de 5.623 agentes de pesquisas e mapeamento (APM) e 552 supervisores de coleta e qualidade, que vão trabalhar nas pesquisas de rotina do IBGE. Esse processo seletivo não tem relação com o Censo Demográfico 2021, adiado por falta de orçamento.

Os inscritos poderão consultar o local de prova, dia 29/04, no site do Cebraspe, banca organizadora do certame. Essa seleção não está relacionada com o Censo Demográfico.

Os candidatos à função de supervisor de coleta e qualidade farão prova com 60 questões de Língua Portuguesa, Matemática e Raciocínio Lógico, Ética no Serviço Público, Noções de Informática, Noções de Administração e Situações Gerenciais e de Geografia. A prova será aplicada no turno da manhã, de 8h às 12h, horário de Brasília.

Já os inscritos para a função de APM farão prova com 60 questões de Língua Portuguesa, Matemática e Raciocínio Lógico, Ética no Serviço Público e Geografia. A prova será aplicada no turno da tarde, de 14h às 18h, horário de Brasília. No dia da prova, o candidato deve levar caneta esferográfica preta de material transparente, documento original com foto e comprovante de inscrição.

A seleção seguirá protocolos sanitários de prevenção à Covid-19, como o uso obrigatório de máscara, de tecido ou cirúrgica, cobrindo nariz e boca. Os candidatos deverão manter o distanciamento social. Haverá álcool gel para higienização das mãos, mas se recomenda, também, que o candidato leve seu próprio frasco de álcool em gel (que não poderá ser compartilhado com outras pessoas) e água. O candidato que se recusar a obedecer às normas sanitárias será excluído do processo seletivo.

O gabarito preliminar das provas será divulgado a partir das 19h do dia 03/05, no site do Cebraspe. O resultado final está previsto para 31/05.

As inscrições para essas duas funções ocorreram de 11 a 26/03. Os candidatos puderam optar pelo local de realização das provas e pelo município onde desejam trabalhar. As vagas para APM serão distribuídas em 520 municípios em todos os estados brasileiros. A remuneração para essa função é de R$ 1.387,50 e a jornada de trabalho de oito horas diárias, sendo 40 horas semanais. Para assumir a vaga, o candidato precisa ter ensino médio completo. O APM visita domicílios e estabelecimentos, em locais selecionados de acordo com o tema a ser pesquisado pelo IBGE. É ele o profissional que agenda, realiza e registra as entrevistas presenciais e por telefone, entre outras atividades.

Já para a função de supervisor de coleta e qualidade, cuja remuneração é de R$ 3.100,00 são oferecidas vagas distribuídas em 326 municípios em todos os estados brasileiros. Entre as funções desse profissional, estão a organização, o planejamento e a execução das atividades para as pesquisas. Assim como a função de APM, a jornada de trabalho é de oito horas diárias (40 horas semanais) e é exigido o ensino médio completo.

Provas para outras funções serão aplicadas nos dias 9 e 16/05

O IBGE também abriu 25 vagas para supervisor de pesquisas e 300 vagas temporárias para agente de pesquisas por telefone. As inscrições para essas funções terminaram em março. Já as provas serão aplicadas nos próximos dias 9 e 16/05, respectivamente. Essas oportunidades são apenas para o município do Rio de Janeiro e também não têm relação cm o Censo 2021.

A prova para Supervisor de Pesquisas será aplicada no dia 09/05, das 13h às 17h. Para exercer essa função, o candidato deve ter ensino superior completo. São 25 vagas divididas em quatro áreas do conhecimento: 14 na área geral, oito em gestão, duas em Suporte Gerencial e uma em Tecnologia de Informação e Comunicação. A remuneração é de R$ 5.100,00, com jornada de 40 horas semanais, sendo oito horas diárias.

A prova objetiva para essa função contará com questões de Língua Portuguesa, Noções de Administração e Situações Gerenciais, Ética no Serviço Público e conhecimentos específicos de cada área. Entre as funções do Supervisor de Pesquisa estão o auxílio no planejamento e execução dos trabalhos de definição metodológica de pesquisas. A banca organizadora é o IBFC.

Já o Agente de pesquisas por telefone tem jornada de trabalho de seis horas diárias (30 horas semanais) e trabalha por turno. No ato da inscrição, os candidatos puderam optar pelo turno de trabalho de sua preferência: o primeiro vai das 7h às 13h e o segundo, das 13h às 19h. São 150 vagas para cada turno. O salário é de R$ 1.345,00. Os interessados se inscreveram no site do Cebraspe.

Além do ensino médio completo, para assumir a função, o candidato deve comprovar pelo menos um ano de experiência em teleatendimento/telemarketing ativo ou receptivo nos últimos cinco anos. Entre as atividades exercidas pelo agente está a coleta de informações por telefone. A prova, que também seria aplicada no dia 09/05, foi adiada 16/05. A retificação da data foi publicada dia 28/05 no site do Cebraspe. Os candidatos farão a prova das 13h às 17h, com questões de Língua Portuguesa, Matemática e Raciocínio Lógico, Ética no Serviço Público e Conhecimentos Gerais.

Processos seletivos não estão relacionados com o Censo

Esses processos seletivos para as pesquisas de rotina do IBGE não estão relacionados com o Censo Demográfico, que teve sua operação inviabilizada em 2021 por falta de orçamento. Com relação ao processo seletivo dos censitários – Recenseador, Agente Censitário Municipal (ACM), Agente Censitário Supervisor (ACS) – o IBGE anunciará assim que for possível as orientações referentes à suspensão das provas e à devolução das taxas de inscrição.


Fonte: IBGE

MATÉRIAS RELACIONADAS

Após corte no orçamento, IBGE suspende provas para agentes do Censo 2021

IBGE inicia seleção para realização do Censo 2020

Vão até 09/05 as inscrições para o Censo Agro IBGE