Porto Seguro e o mundo da gastronomia

Chef Caio Silva

Quem vive aqui em Porto Seguro ou já é um turista frequente sabe que além das belezas naturais e entretenimento aqui é um lugar onde se come muito bem. Temos uma variedade enorme de tipos de comida, desde a comida de rua, passando por restaurantes populares indo até restaurantes mais refinados. Isso é nítido em cada canto do município. As regiões da Orla Norte e do Centro concentram tanto os restaurantes com anos de tradição quanto as famosas barracas da Passarela do Descobrimento. Seguindo para Arraial d’Ajuda e Trancoso, já temos circuitos mais rebuscados para quem tem um paladar mais exigente. Em Caraíva temos um misto de culinária nativa com o toque contemporâneo dos “visitantes” que assim como eu, vieram e não voltaram mais para sua terra.

Por falar em gastronomia local, está acontecendo o Festival Raízes de Porto Seguro, que tem a proposta de destacar a nossa robusta seleção de produtos da agricultura local que reverberam em nossa culinária. O festival é uma realização fruto de uma parceria entre a prefeitura de Porto Seguro, Abrasel, Sebrae e Senac. Participe e valorize esse evento que gera visibilidade para nossa região além de ser mais uma opção saborosa para desfrutarmos em nossa cidade.

Nosso Banzé Restaurante está participando com o Camarões Raízes (camarão empanado na tapioca com arroz de coco, pesto de coentro e chips de banana da terra) e a sobremesa Caju do Banzé (mousse de compota de caju com crumble de castanha e mel de cacau).

Para a receita desse mês, escolhi um Dadinho de Tapioca, que além de fácil e prática representa esse mix de culinária local com modernidade.

Dadinho de tapioca

Ingredientes:

½ kg de tapioca granulada, ½ kg de queijo coalho, 1litro de leite integral, sal e pimenta do reino a gosto, 1 litro de óleo de soja.

Modo de preparo:

Forre com plástico filme uma assadeira pequena, de cerca de 20 x 25 cm.

Numa tigela grande, rale o queijo coalho. Junte a tapioca e misture. Tempere com sal e pimenta.

 Leve o leite para ferver e misture à tigela com a tapioca, mexendo bem, com cuidado para não formar grumos, até que todo leite tenha sido incorporado. Não deixe endurecer muito. Transfira a mistura para a assadeira preparada e espalhe com a colher. Para deixar a superfície lisa, cubra com plástico filme e aplaine com as mãos. Deixe esfriar e leve à geladeira por pelo menos 03 horas.

Em uma panela com óleo pré aquecido a 180ºC, frite os dadinho até que estejam dourados. Sirva com uma géleia de pimenta doce ou de sua preferência.


Caio Silva é Chef de Cozinha do Banzé Restaurante - Siga o Banzé no Instagram

Publicado na edição 430 do Jornal do Sol


Siga o Jornal do Sol no Instagram

LEIA TAMBÉM:

Tudo acaba em pizza: receita para o fim de semana

Vacina natural

Refresco de Verão

Adeus 2020, seja bem-vindo 2021!

Sabores do Mar

Tudo acaba em pizza: receita para o fim de semana

Chef Caio Silva

Caro leitor do Jornal do Sol, esse mês venho mostrar um pouco da minha indignação de como toda essa questão do enfrentamento ao Covid-19 vem sendo muito mal administrada em todos os setores da nossa sociedade. E deixei para o final uma receita de pizza bem clássica para não perder o costume.

Desde o começo fomos pacientes e compreensivos com todo os requisitos para reabertura do comércio, e mesmo com todo prejuízo financeiro que ficou para trás, entendemos que a saúde é o bem mais importante. Já dizia minha mãe “saúde em primeiro lugar, o resto a gente corre atrás”.

Minha indignação não é pelo fato de termos que nos limitar, eu entendo que é necessário para salvar vidas e sofri dentro da minha família uma derrota para essa doença. Mas por que não responsabilizar quem de fato instiga as aglomerações, com multas e sanções, ao invés de prejudicar toda uma sociedade? Cadê a fiscalização na hora que realmente precisa estar presente para coibir essas irregularidades?

Outra coisa que eu fico me questionando é qual seria a dificuldade de nos programarmos para tal situação? É sempre tudo no último minuto. Na mesma semana saem meia dúzia de decretos que nos deixam mais perdidos do que de fato informados. A situação da pandemia por si só já é desgastante e do jeito que vamos levando, só vai prolongando cada vez mais essa agonia que parece não ter fim.

Na verdade, acredito que todos nós como cidadãos temos que assumir nossas responsabilidades e colaborar para vivermos em uma sociedade mais organizada e saudável. Lembre-se que aqueles que nos governam são reflexo do nosso povo.

Agora, antes que eu me esqueça, vai uma pizza aí?

Pizza Marguerita

Ingredientes:

Massa: 300 g de farinha de trigo, 08 g de sal refinado, 02 g de fermento biológico seco, 04 g de azeite extra virgem, 200 g de água.

Molho: 200 g de tomate italiano, 02 dentes de alho, sal a gosto, 05 ml de azeite.

Recheio: 200 g de mussarela, 02 tomates em rodela, manjericão a gosto.

Modo de Preparo:

Massa: Em um bowl misture a farinha e o sal. Em um outro bowl, misture a água com o fermento e o azeite extra virgem. Depois, coloque essa mistura na farinha e vá mexendo até que fique uniforme e consistente. Deixe descansar por 15 minutos. Agora, corte essa massa em duas partes iguais e continue misturando até modelar a massa em um formato de bola. Cubra com um pano úmido e deixe descansar por pelo menos 04 horas em temperatura ambiente.

Molho: Bata o tomate italiano no liquidificador até que forme um purê. Depois, em uma panela doure levemente o alho e adicione o tomate batido e tempere com sal. Reserve. 

Recheio: Rale a mussarela, corte o tomate em rodelas e desfolhe o manjericão.

Montagem: Pré aqueça o forno a 300ºC ou o máximo que puder. Abra a massa com a mão ou com o rolo sempre enfarinhando para que não grude. Cuidado para não abrir muito para que não quebre. Adicione o molho e depois a mussarela e o tomate. Asse por pelo menos 5 a 10 minutos. Vai depender do seu forno, por isso sempre vá checando para que não queime. Finalize com o manjericão e um fio de azeite. Bom apetite!


Caio Silva é Chef do Restaurante Banzé

Siga o Jornal do Sol no Instagram

LEIA TAMBÉM:

Vacina natural

Refresco de Verão

Adeus 2020, seja bem-vindo 2021!

Sabores do Mar

Seguimos em frente

Refresco de Verão

Depois de um ano super difícil e com muitos desafios, temos agora a oportunidade de recomeçar e ter novos horizontes com uma pitada de esperança, para que possamos superar esse desafio do coronavírus. Não podemos facilitar, temos que nos proteger e tomar todos os cuidados para que essa doença suma de uma vez por todas com a possível chegada da vacina.  O primeiro passo já foi dado e graças a Deus, tivemos um início de ano que movimentou bem a economia e o turismo na cidade com hotéis, restaurantes e barracas de praia voltando a sua rotina normal. Como já é de praxe a estação mais esperada do ano chegou mais uma vez, com aquele calor de lascar. Nessa época eu sempre indico uma receita leve para refrescar. Esse ano decidi optar por uma receita que além de refrescante é perfeita para adoçar o seu dia. Se liga nessa receita super fácil e gostosa de fazer e aprecie sem moderação nesse Verão.

Tapioca com Compota de Abacaxi, Sorbet de Coco e Calda de Laranja

Ingredientes:

1 abacaxi inteiro, 150 g de açúcar refinado, 150 ml de água , sal a gosto, pimenta dedo de moça,  200 g de tapioca fresca, 3 laranjas inteiras, 50 g de açúcar, 500 g de côco fresco, gelo.

Modo de Preparo:

Em uma panela ferva o côco ralado com a água e açúcar. Bata no liquidificador a mistura já fria com gelo até que forme um creme espesso. Leve ao congelador para que fique no ponto de sorbet. Repita o processo mais uma vez levando o creme ao liquidificador e resfrie mais uma vez no congelador para que fique no ponto de sorbet. Reserve.

Esprema o sumo de 3 laranjas e misture com o açúcar em uma panela levando ao fogo baixo. Assim que criar ponto de calda retire do fogo e reserve.

 Descasque o abacaxi e corte em cubos pequenos. Misture com o açúcar e a água em uma panela e leve ao fogo baixo. Cozinhe por 30 minutos até que fique com uma consistência de geléia. Tempere com sal a gosto e pimenta dedo de moça para que fique com o sabor equilibrado.

Em uma frigideira aquecida peneire a tapioca fresca e deixe no fogo ate a massa criar liga. Recheie a tapioca com a compota de abacaxi. Servir com a calda de laranja por cima e uma bola de sorbet de coco. Bom Apetite!


Caio Silva é chef de cozinha do Restaurante Banzé

Vacina natural

Publicado na edição 428 do Jornal do Sol

Já vai fazer um ano desde que começou essa pandemia que parece não ter fim e agora finalmente com a chegada da vacina podemos enxergar uma luz no fim do túnel. Muito se falou durante esse ano sobre quais medidas podemos tomar para evitar a contaminação, mas todos nós sabemos que o melhor remédio para deixar o corpo imune a doenças é uma alimentação saudável e equilibrada. Uma alimentação rica em nutrientes, balanceada e muitas vitaminas sempre é o melhor caminho para manter o corpo forte e resistente. Lá em casa, quando alguém ameaça gripar, sempre sai aquela sopinha recheada de legumes, proteína e carboidrato para repor as energias. Outro prato que também é muito rico em nutrientes e que podemos comer no nosso dia a dia, sem peso na consciência, é o famoso Picadinho de Carne.  Então fica de olho nessa receita de Picadinho que tem um toque especial do chef para a carne ficar bem macia, super gostosa e cheia de energia.

Picadinho do Chef

Ingredientes:

½ kg de músculo bovino, sal a gosto, pimenta do reino a gosto, 50 ml de azeite extra virgem, 150 g de cebola branca picada, 3 dentes de alho picado, 150 g de cenoura em cubos, 150 grs de batata inglesa e em cubos, 150 g de tomate pelatti , ½ maço de salsinha, 1 laranja.

Modo de Preparo:

Tempere o músculo bovino com sal e pimenta do reino. Em uma caçarola ou uma panela de pressão caso queira adiantar o processo, adicione azeite extra virgem e vá dourando o músculo e reservando em outro refratário. Depois, na mesma panela refogue o alho e cebola picados, adicione a batata e a cenoura cortada em cubos e tomate pelatti. Adicione o músculo, o sumo da laranja e complete com água.  O sumo de laranja faz com que quebre as fibras da carne deixando-a mais macia e mais gostosa. Deixe cozinhando em fogo baixo e com uma tampa na caçarola por mais ou menos 2 horas e na pressão por 30 minutos ou até que a carne esteja macia. Depois de cozido, abra a panela e deixe cozinhando em fogo baixo por mais uns 15 minutos para apurar o sabor e engrossar o molho. Finalize com a salsinha e sirva ainda quente com um arroz branco e uma farofa. Bom Apetite!


Caio Silva é chef de cozinha do Banzé Restaurante

Adeus 2020, seja bem-vindo 2021!

Publicado na edição 426 do Jornal do Sol

Ufa! Depois de um ano intenso como foi 2020, com tantas incertezas, chegamos nas esperadas comemorações de fim de ano. E esse clima de Natal e Ano Novo sempre faz reacender em todos nós a esperança e a fé. 

Realmente este ano não foi nada fácil, muita gente com prejuízos irreparáveis, com perdas materiais e de pessoas queridas. Por esse motivo é tão importante sempre praticarmos a gratidão no nosso dia a dia, pois não sabemos o que pode acontecer. É como diz o velho ditado: “o futuro a Deus pertence.” Mesmo sendo um ano super difícil, temos que agradecer e pensar positivo para que as coisas voltem ao normal e possamos novamente estar juntos na construção de um futuro melhor. 

Aproveitando a oportunidade, gostaria de agradecer imensamente ao Jornal do Sol, que nesse mês de dezembro completa 29 anos de trabalho sério e comprometido. Agradecer mais uma vez a oportunidade de poder colaborar humildemente com esse veículo de informação tão tradicional em nossa região e também parabenizar por essa data especial. Vida longa a esse jornal que há tantos anos informa a toda população de maneira imparcial e coerente. Obrigado por me permitirem fazer parte dessa história.

A receita de hoje é uma receita diferente dos natais tradicionais, até porque esse ano foi bem atípico, então por que não algo que fuja da mesmice. Além de super saborosa, essa receita é muito prática e vai fazer ganhar tempo com quem realmente importa, que é a família.

Um Feliz Natal a todos e que 2021 traga muitas coisas boas a todos nós!

 

Arroz de Pato

Ingredientes:

02 xícaras (chá) de arroz, 01 cebola média picada, 100 mil de azeite de oliva, 04 dentes de alho, 02 folhas de louro, 01 pitada de pimenta em grão, 300 g de pato, 300 mil de vinho tinto, 01 colher (sopa) de manteiga, 30 mil de molho de soja (shoyu) e sal a gosto.

Modo de Preparo:

Misture todos os ingredientes, exceto a manteiga, o azeite e o arroz, e utilize essa mistura para temperar o pato. Aqueça o azeite em uma panela e coloque o pato já temperado para cozinhar por 02 horas. Quando o pato estiver cozido, retire-o do caldo e desfie a carne. Coe o caldo em que o pato foi cozido, devolva o molho coado à panela e adicione o pato já desfiado. Leve a panela de novo ao fogo e adicione o arroz. Quando o arroz estiver quase pronto, adicione a manteiga. Agora é só servir e bom apetite!


Caio Silva é chef de cozinha do Restaurante Banzé