Governador fala sobre vacina e diz que ainda não é tempo de volta às aulas

Rui Costa afirmou que Carnaval não será ponto facultativo, para evitar viagens e aglomerações

Em entrevista dia 27/01/21, o governador Rui Costa afirmou que “se depender do Estado da Bahia, teremos outras vacinas disponíveis. Estamos buscando alternativas para vacinarmos os baianos o mais rápido possível. Ontem entramos em contato com o fabricante de uma outra vacina chinesa, a Sinopharm, a fim de saber da disponibilidade para a compra. Essa é uma vacina que já concluiu os estudos e recebeu a aprovação definitiva para uso do órgão regulador chinês e está num estágio ainda mais avançando que a Coronavac, já aplicada no Brasil".

Volta às aulas

O governador afirmou que ainda não é o momento de volta às aulas. “Eu tenho duas filhas em idade escolar e tenho total consciência dos efeitos colaterais danosos à educação e à sociabilidade de nossa juventude o fato de não estar tendo aulas. Desde novembro temos vivido um aumento no número de casos e de óbitos na Bahia. Para pensarmos numa data de retorno gradativo, precisamos ter esses números sob controle e num processo de queda. Estaríamos colocando a vida de nossas crianças, pais e avós em risco”.

Sobre a economia, o governador disse: "esse será um ano ainda mais difícil que o de 2020. Com o agravamento da crise econômica e o fechamento de empresas, como temos visto em todo o país, teremos menos arrecadação e mais dificuldades. Mas quero dizer aos baianos que nós estamos preparados. Desde o ano passado, já tínhamos a concepção que esse ano seria mais apertado e conseguimos melhorar nossa performance financeira do ponto de vista de equilíbrio das contas e viramos o ano com uma nota melhor da avaliação do Banco Central e do Ministério da Fazenda. Vamos continuar lutando".

Carnaval

Sobre o Carnaval, Rui Costa comentou a decisão conjunta do governo estadual e prefeitura de Salvador, anunciada dia 26/01, de que não haverá ponto facultativo nas datas em que seria comemorado o Carnaval deste ano. “Como obviamente não teremos festas e eventos por conta da pandemia, não teremos esses dias de folga. Nosso objetivo é evitar aglomerações, viagens e festas, ferry-boats e ônibus cheios, viagens para o interior lotando lugares de praia, para impedir uma explosão ainda maior no número de casos”, destacou.


Fonte: Secom GovBA

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar