Operação prende mais de 8 mil pessoas por violência contra a mulher

 

Com denúncias do Ligue 180, operação atende mais de 160 mil mulheres vítimas de violência

Mais de 160 mil mulheres vítimas de violência no Brasil foram atendidas por policiais civis de 26 estados e do Distrito Federal durante a realização da Operação Resguardo, que utilizou denúncias do Ligue 180 para combater a violência contra a mulher. Os números ainda indicam mais de 8 mil pessoas presas, 45 mil denúncias apuradas e 56 mil inquéritos instaurados. A iniciativa, deflagrada no Dia Internacional da Mulher, 08/03/21, foi coordenada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP) com o apoio do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH).

Em coletiva de imprensa, a ministra Damares Alves, titular do MMFDH destacou que os números representativos da operação mostram que é um dia histórico na proteção e defesa de mulheres no país. Ao todo, mais de 12 mil policiais civis atuam, de forma conjunta, na busca por suspeitos de ameaças, tentativas de feminicídio, lesão corporal, descumprimento de medidas de medidas protetivas, estupro, importunação, entre outros crimes.

As ações foram deflagradas em 1,8 mil municípios do país. A Operação Resguardo teve início em 1º de janeiro deste ano com a apuração de denúncias, análise de procedência das denúncias, instauração inquéritos policiais, levantamento de mandados de prisão e cumprimento de mandados judiciais pelas Policiais Civis, principalmente pelas delegacias especializadas no atendimento à mulher.

Dados divulgados pelo MMFDH mostraram que mais de 105 mil denúncias de violência contra a mulher foram registradas pelo Ligue 180 e Disque 100. Do total de registros, 72% (75,7 mil denúncias) são referentes a violência doméstica e familiar contra a mulher. Para o ouvidor nacional de direitos humanos, Fernando Ferreira, que coordena o Disque 100 e o Ligue 180, é extremamente importante a integração com a segurança pública. “Nós recebemos as denúncias e encaminhamos para delegacias especializadas, com essa integração passa a existir um protocolo único de atuação nacional, extremamente importante para enfrentamento à violência e o resultado está aí”, disse ao se referir à operação.

Disque 100 e Ligue 180

O Disque 100 e o Ligue 180 são serviços gratuitos para denúncias de violações de direitos humanos e de violência contra a mulher, respectivamente. Qualquer pessoa pode fazer uma denúncia pelos serviços, que funcionam 24h por dia, incluindo sábados, domingos e feriados. Além de cadastrar e encaminhar os casos aos órgãos competentes, a Ouvidoria recebe reclamações, sugestões ou elogios sobre o funcionamento dos serviços de atendimento.


Fonte: Ascom MMFDH

© 2022 Jornal do Sol - Informação com Credibilidade