Eleitores que não cumprirem protocolos podem ficar sem votar

Em um ano atípico para o mundo inteiro devido à pandemia do Novo Coronavírus, as eleições municipais ganharam novos motivos para que a população fique alerta às suas escolhas. Além de se preocupar com os candidatos em quem vai depositar sua confiança, o eleitor deverá adotar medidas de higiene antes nunca exigidas em um pleito. Em Porto Seguro, no momento são seis candidatos a prefeito e vice e 398 a vereador.

Dos 17 atuais vereadores, 13 são candidatos à reeleição: Ariana Prates (PL), Bibi Ferraz (PSC), Bolinha (PSC), Cido Viana (PSD), Dilmo Santiago (PROS), Geraldo Contador (PSD), Helio Navegantes (Republicanos), Lázaro Axé Moi (PSC), Nido (PSD), Robinson Vinhas (PC do B), Rodrigo Borges (PSC), Van Van Lage (PSD) e Wilson Machado (PSC). Não concorrem ao Legislativo Lívia Bittencourt (PT), que é candidata a prefeita, Evaí Fonseca (PHS), Élio Brasil (PT) e Cacique Renivaldo (PV).

As Eleições 2020 estão marcadas para o dia 15/11/20, com a votação iniciando uma hora mais cedo, das 7h às 17h. Em anos, o normal era a partir das 8h. O motivo, segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), é a possibilidade que se abre para que os idosos priorizem o horário de 7h às 10h horas para votar, evitando aglomerações. A apesar de os candidatos não estarem se importando com as aglomerações do corpo a corpo em suas campanhas, os eleitores terão que obedecer à Justiça Eleitoral, senão, poderão ser impedidos de votar.

 “Estas eleições são, sem dúvida, um imenso desafio. Inicialmente, por todo o contexto da pandemia da Covid-19, que exige o esforço coletivo para adoção das medidas protetivas adotadas pelo TRE-BA”, afirma Rosana Brasil, técnica judiciária da 22ª Zona Eleitoral, que compreende os municípios de Porto Seguro e Santa Cruz Cabrália. Dentre as medidas, estão o fornecimento de máscaras de tecido e face shield (máscaras de acrílico) para os mesários; álcool em gel para higienização de mesários e eleitores e itens para marcação de distanciamento entre as pessoas.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) está fazendo campanha em televisão, na internet e no rádio com orientações sobre procedimentos de proteção. A técnica Rosana Brasil informa que na hora da votação, não será possível o uso da biometria, devido à impossibilidade de higienização do equipamento com álcool. E ainda, que “só será permitido o acesso às escolas de votação ao eleitor que estiver utilizando adequadamente a máscara facial”. É recomendado também não levar crianças aos locais de votação.

Treinamento dos mesários

O treinamento de mesários vem sendo realizado de forma virtual, através de EAD e aplicativo disponibilizado pela Justiça Eleitoral, de acordo com a informação do TRE. Rosana afirma que outro grande desafio para as eleições de 2020 é “a integração entre os sistemas de registro de candidaturas (CAND), o PJE (Processo Judicial Eletrônico), o ELO (Sistema do TSE) e a Receita Federal, que tem demandado grande esforço dos servidores em todo o país para sua consolidação, todavia propiciando uma ampla visão do processo eleitoral”.