Velha política em torno das sucessões na Câmara e no Senado

Antes crítico contumaz do “toma lá, dá cá” e da velha política, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e seu governo recorreram às tradicionais estratégias na condução das negociações em torno das sucessões na Câmara e no Senado. Desde que a disputa teve início oficialmente, com o anúncio de candidaturas, em dezembro, mais de R$ 900 milhões saíram dos cofres públicos – com a benção do Planalto – para arcar com emendas indicadas por parlamentares.

Fiéis

Os pagamentos dos valores totais das emendas individuais privilegiaram partidos fiéis aos candidatos chancelados pelo Planalto, como Republicanos – do bloco de Arthur Lira (PP-AL) -, e o DEM, partido de Rodrigo Pacheco (MG).

Salto

Aliás, chama a atenção o aumento do pagamento de emendas entre 2019 e 2020 – ano de pandemia e de eleições municipais. Conforme os portais da Transparência do Governo Federal e Siga Brasil, do Senado, os repasses de recursos saltaram de R$ 5,7 bi para 16,1 bi.

Impositivo 

Após a aprovação do orçamento impositivo pelo Congresso, o Planalto é obrigado a liberar os recursos previstos para as emendas indicadas pelos parlamentares para seus redutos eleitorais em todo o país.

 

Se gritar

Anda sumido o ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), general Augusto Heleno. E mudo. Bem diferente da época da convenção nacional do PSL, em julho de 2018, quando cantarolou: "Se gritar pega centrão, não fica um meu irmão".

 

Capilaridade

O orçamento bilionário, a capilaridade e o poder diante de prefeitos e govenadores do Ministério do Desenvolvimento Regional são os principais atrativos que fazem o  senador Davi Alcolumbre (DEM-AP) cogitar assumir o comando da pasta nos próximos dias.

 

CCJ

Principal articulador da sucessão no Senado, o senador tem predileção na reforma ministerial que está sendo gestada no Planalto. Alcolumbre, no entanto, permanece indeciso entre assumir o cargo no Governo ou permanecer no Senado, no comando da Comissão de Constituição e Justiça.

 

Cidadania

Outra pasta com orçamento bilionário e programas como o Bolsa Família, o Ministério da Cidadania está reservado para o Republicanos da Câmara. Onyx Lorenzoni (DEM-RS) assumirá o comando da Secretaria-Geral da Presidência.

 

Negacionismo

Reticente ao uso de máscara, o presidente Jair Bolsonaro – em postura rara – usou a proteção durante a cerimônia de abertura do Ano Jurídico. E ouviu do presidente do STF, Luiz Fux, duras palavras interpretadas como críticas diretas ao governo: “Não devemos dar ouvidos às vozes isoladas...que abusam da liberdade de expressão para propagar ódio, desprezo às vítimas e negacionismo científico”.  

 

Imunização

A Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (Apib) recorreu ao Supremo Tribunal Federal (STF) para garantir a imunização de todos os indígenas no país, independente do lugar onde residem. “Desde o começo da pandemia, vários estudos alertaram para o fato de que a população indígena apresenta maior vulnerabilidade sociodemográfica”, sublinha o documento.

 

Prêmio

Foi rejeitado o pedido do servidor Bruno Reis (lotado na prefeitura de Belo Horizonte) de impugnação do “Prêmio Cidade Belo Horizonte 2020”. No despacho da decisão, a prefeitura elenca os critérios impeditivos de participação no concurso: “Servidores públicos  efetivos, empregados públicos ou aqueles que exerçam, mesmo que  transitoriamente, função pública, com ou sem remuneração”.

 

Open

Lançado pelo Banco Central, o Open Banking permitirá a transferência de informações entre instituições financeiras. Segundo o BC, o sistema possibilitará o surgimento de ferramentas de comparação de produtos e serviços, aumentando a competitividade entre os bancos e melhorando a oferta aos clientes.

 

ESPLANADEIRA

# ANS, após demandas do SINOG, cria grupo de trabalho específico para discutir Odontologia Suplementar. A expectativa das operadoras é que seja estabelecido marco regulatório diferente do aplicado aos planos médico-hospitalares. # Rede Louvre Hotels Group – Brazil anuncia novos diretores de marketing e venda e operações. # Monique Abrantes lança para o mercado de festas e eventos canal Gastromonix. # Nimbi fecha parceria com Associação Nacional dos Restaurantes.

 

A seção Esplanadeira divulga informações de cultura, esporte, mercado, ações sociais e outras, sem qualquer contrapartida de anúncios ou financeira. Envio de sugestões para reportagem@colunaesplanada.com.br


Foto: Agência Brasil

Brasília, segunda-feira, 2 de fevereiro de 2021. Nº 3017

Leandro Mazinni, com Walmor Parente, Carolina Freitas (DF), Beth Paiva (RJ) e Henrique Barbosa (PE) 

©® 2011 - 2020 Coluna Esplanada - Todos os direitos reservados

reportagem@colunaesplanada.com.br - Whatsapp/celular (61) 99855-3339

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar